Selva urbana: a nova tendência sustentável de decoração

06/10/2019 Life Style

Com o aumento da consciência ambiental e a necessidade de adicionar mais verde no dia a dia de quem vive em cidades grandes, surgiu uma nova tendência sustentável de decoração: a selva urbana – urban jungle, em inglês.

Ao contrário da decoração minimalista, o conceito de selva urbana aposta na composição recheada de plantas e folhagens em diversos cômodos de ambientes internos, seja na sala, quarto, banheiro ou cozinha.

Neste post, reunimos tudo o que você precisa saber sobre a tendência do urban jungle, assim como dicas e ideias para deixar seu cantinho mais verde. Confira!

A tendência de selva urbana

A falta de contato com a natureza na rotina deu origem a mais nova “febre” da decoração. Cultivar diversas espécies de plantas em diferentes cômodos da casa, apartamento ou escritório se tornou o estilo de vida de muitas pessoas, principalmente de jovens comprometidos com causas ambientais, que enxergam o cuidado com as plantas como forma de manter o bem-estar.

Além de adicionar frescor e mais vida ao local, a tendência não dita regras: as plantas podem ser dispostas de acordo com o gosto pessoal. Vasos grandes, pequenos, irregulares, em suportes, suspensos, em estantes ou prateleiras são os mais comuns, mas o que conta é o resultado do mix de folhagens!

O livro “Selva Urbana: vivendo e estilizando com plantas”, de Igor Josifovic e Judith de Graaf, dois amigos que começaram a movimentar e reunir pessoas com gostos por plantas, flores e elementos da natureza na decoração, é a principal referência para quem deseja saber mais sobre a tendência.

Ele apresenta uma seleção de espaços funcionais tomados por folhagens e conta as histórias dos moradores que cuidam das plantas. O material oferece também, diversas dicas sobre as espécies mais utilizadas na composição dos ambientes, com o passo a passo para criar vasos e suportes.

Plantas para ambientes internos

Algumas espécies de plantas se desenvolvem perfeitamente em ambientes internos, como cactos, suculentas, costela-de-adão, palmeiras, marantas, jiboias, ficus, entre outras.

Cada uma delas possui características distintas e exigem cuidados diferenciados, porém, são as mais escolhidas para adornar o interior de casas, apartamentos e escritórios.

Independentemente do cômodo em que serão inseridas, lembre-se de deixá-las em locais ventilados e que recebam luz natural. Caso queira decorar ambientes úmidos e mais escuros, como banheiros, dê preferência para plantas que se desenvolvem bem com pouca luminosidade, como clorofitos, aglaonemas, calatheas e aspidistra.

Dicas para criar uma selva urbana

Não há regras para aderir à tendência e transformar sua casa em um ambiente verde e cheio charme, mas algumas dicas podem ajudar e te inspirar. Confira:

  • Decore os cômodos considerando uma paleta de cor que combine com as tonalidades de verde das folhagens. As cartelas de cores mais escolhidas são os tons pastel, com cores lavadas que tornam o ambiente delicado e os tons terrosos, como bege, marrom, verde-militar, cáqui, areia e carmim.
  • Amantes da decoração boho podem usar suportes de madeira, palha ou macramê para pendurar os vasos, adicionando um toque hippie e despojado aos ambientes.
  • Crie um mix de folhagens com diversos tipos de plantas. Vá além da decoração minimalista e invista em uma composição repleta de plantas de diferentes tamanhos, cores e texturas, tornando o visual mais interessante e original.
  • Invista em um bom kit de ferramentas para jardinagem. O cuidado das plantas é um hábito revigorante para os adeptos da selva urbana, por isso, tenha sempre à mão os utensílios necessários para cultivá-las com saúde.

Se animou para deixar o seu cantinho com um toque natural? A tendência da floresta urbana, além de adicionar muito charme e aconchego ao lar, ajuda a purificar o ar e amenizar as altas temperaturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *